<
Web Ring Liberal
Ring Owner: Julio Belmonte Site: Web Ring Liberal
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Site Ring from Bravenet
!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Strict//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-strict.dtd"> Nova Mensagem: Dezembro 2004

Nova Mensagem

Fábio V. Barreto

|

sexta-feira, dezembro 31, 2004

Livros lidos em 2004

Fim de ano. Para ser mais preciso, hoje é o último dia do ano. Eu bem que poderia fazer um retrospecto de 2004, relacionando o melhor e o pior, mas não o farei. Talvez o faça no ano que vem ou amanhã mesmo, não sei.
Mas, para não dizer que não pus nada sobre mim em relação a este ano, vou listar os livros que li em 2004. A lista contêm o título, o autor e a data (na maioria) em que terminei de lê-los. Alguns bons (12,25,32), outros não (1,10,26) mas todos lidos. Bem, aí vai:

1- O Uraguai - Basílio da Gama (05/01)

2- Odes- Miguel Torga (10/01)

3- Calabar- Lêdo Ivo (10/01)

4- O Erro Europeu- Jean-Jacques Rosa (13/01)

5- "The Private Production of Defense" - Hans-Hermann Hoppe (19/01)

6- Pitágoras e o Tema do Número- Mário Ferreira dos Santos (24/01)

7- Opção Preferencial Pela Riqueza- J. O. de Meira Penna (28/01)

8- Os Verdes Abutres da Colina- José Alcides Pinto (29/01)

9- A Vida do Direito e a Inutilidade das Leis- Jean Cruet (27/02)

10- España I- El Medio y la Historia- Javier Martin Vide (05/03)

11- A Relíquia- Eça de Queirós (16/03)

12- Os Analectos- Confúcio ( 22/04)

13- Zalacaín, El Aventurero- Pío Baroja (25/04)

14-O Conceito de Universidade- Kenneth Minogue (11/05)

15- Hayek na UnB (25/05)

16- Auto da Barca do Inferno- Gil Vicente (08/06)

17- Fausto- Goethe (16/06)

18-Farsa de Inês Pereira- Gil Vicente (19/06)

19- Auto da Índia- Gil Vicente (21/06)

20- Constituição dos Estados Unidos da América (22/06)

21- Contos da Montanha- Miguel Torga (29/06)

22- Novos Contos da Montanha- Miguel Torga ( 02/07)

23- Oração aos Moços- Rui Barbosa (05/07)

24- Broquéis- Cruz e Sousa (06/07)

25- Cristianismo: A Religião do Homem- Mário Ferreira dos Santos (10/07)

26- A Velhice do Padre Eterno- Guerra Junqueiro (20/07)

27- O Diário de Anne Frank (04/08)

28- Hamlet- Shakespeare (18/08)

29- Sonetos- Shakespeare (19/08)

30- Le Tour de France de David (20/08)

31- Névoa- Miguel de Unamuno (20/08)

32- Contra o Brasil- Diogo Mainardi (23/08)

33- Poemas- Konstantinos Kaváfis (26/08)

34- Coimbra (09/09)

35- Confesiones de una Mascara- Yukio Mishima (04/10)

36-A Lei- Fréderic Bastiat (06/10)

37- Poesia de Alberto Caeiro- Fernando Pessoa

38- Cartas- Jacob Burckhardt

39- Mensagem- Fernando Pessoa (04/11)

40- Proverbios y Cantares- Antonio Machado

41-Clepsidra- Camilo Pessanha (02/12)

42- Sonetos- Antero de Quental (05/12)

43- O Futuro do Pensamento Brasileiro- Olavo de Carvalho (13/12)

44- A Tapas e Pontapés- Diogo Mainardi (15/12)

45- Òyeme con los Ojos- Gloria Cecilia Díaz (17/12)

46- Histórias da História da Filosofia- Olavo de Carvalho (28/12)

47- Apologia de Sócrates- Platão (30/12)

48- Filosofia Concreta dos Valores- Mário Ferreira dos Santos (31/12)

49- A Republic, Not An Empire- Patrick J. Buchanan (31/12)

Por hoje é só. Feliz Ano Novo a todos! No ano que vem tem mais!

|

quarta-feira, dezembro 29, 2004

Três poemas de Camões


Luís Vaz de Camões
Amor é um fogo que arde sem se ver

Amor é um fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?


********

Transforma-se o Amador na Coisa Amada



Transforma-se o amador na coisa amada,
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho logo mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.

Se nela está minha alma transformada,
Que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si somente pode descansar,
Pois consigo tal alma está ligada.

Mas esta linda e pura semidéia,
Que, como o acidente em seu sujeito,
Assim como a alma minha se conforma,

Está no pensamento como idéia;
O vivo e puro amor de que sou feito,
Como a matéria simples busca a forma.


*******

Alegres campos, verdes arvoredos



Alegres campos, verdes arvoredos,
Claras e frescas águas de cristal,
Que em vós os debuxais ao natural,
Discorrendo da altura dos rochedos;

Silvestres montes, ásperos penedos,
Compostos em concerto desigual:
Sabei que, sem licença de meu mal,
Já não podeis fazer meus olhos ledos.

E, pois me já não vedes como vistes,
Não me alegrem verduras deleitosas
Nem águas que correndo alegres vêm.

Semearei em vós lembranças tristes,
Renegando-vos com lágrimas saudosas,
E nascerão saudades de meu bem.

|

domingo, dezembro 19, 2004

O FIM DO MUNDO?

Não tinha lá muita intenção de postar piadas de e-mail aqui, mas essa, recebida há algum tempo,me fez mudar de idéia.

O fim do mundo
Como a imprensa noticiaria o Fim do Mundo

The New York Times
EUA DECRETAM O FIM DO MUNDO

Obsservatore Romano
MUNDO ACABA OUTRA VEZ

Times (Londres)
RAINHA TEME VER DIANA DEPOIS DO FIM DO MUNDO

El Pais (Madrid)
SE HÁ GOVERNO NO OUTRO MUNDO, SOMOS CONTRA

Diário de Lisboa
LEIA AMANHÃ COMO O MUNDO ACABOU HOJE

Jornal da LBV
JESUS CRISTO VOLTA HOJE

O Globo
GOVERNO ANUNCIA O FIM DO MUNDO

Jornal do Brasil
FIM DO MUNDO ESPALHA TERROR NA ZONA SUL

Folha de São Paulo
SAIBA COMO VAI SER O FIM DO MUNDO (ao lado de um imenso gráfico)

O Estado de Sao Paulo
CUT E PT ENVOLVIDOS NO FIM DO MUNDO

Noticias Populares
PSICOPATA MATA A MÃE, DEGOLA O PAI, ESTUPRA A IRMÃ E FUZILA O IRMÃO AO SABER QUE O MUNDO VAI ACABAR!

Tribuna de Alagoas
DELEGADO AFIRMA QUE FIM DO MUNDO SERÁ CRIME PASSIONAL

Estado de MinasSERÁ QUE O MUNDO ACABA MESMO?

Jornal do Comércio
JUROS FINALMENTE CAEM!

Jornal dos Sports
NEM O FIM DO MUNDO SEGURA O MENGÃO NA SEGUNDONA

Correio Brasiliense
CONGRESSO VOTA CONSTITUCIONALIDADE DO FIM DO MUNDO

Gazeta Mercantil
DECRETADA A FALÊNCIA DO FIM DO MUNDO

Jornal da Tarde
FIM DO MUNDO. E DAÍ?

Gazeta Esportiva
CRUZEIRO DESFALCADO PARA O FIM DO MUNDO

Folha Universal (do Pastor Edir Macedo)
PAGUE O DÍZIMO ANTES DE PARTIR (garanta seu lugar no céu)

Veja
EXCLUSIVO! ENTREVISTA COM DEUS
- Por que o apocalipse demorou tanto?
- Especialistas indicam como encarar o fim do mundo.
- Paulo Coelho: "O profeta viu o fim do mundo e chorou".

Nova
O MELHOR DO SEXO NO FIM DO MUNDO

Playboy
NOVA LOIRA DO TCHAN: UM APOCALIPSE DE SENSUALIDADE

Info (Exame)
100 DICAS DE COMO APROVEITAR O WINDOWS THE END!

Época
ATÉ O FIM DO MUNDO SUA REVISTA "ÉPOCA" ESTARÁ CUSTANDO R$ 2,80

Guia de Programação NET
EXCLUSIVO: O FIM DO MUNDO NA GNT

Sexy
COMO TRANSAR NO ALÉM

Super Interessante
DO BIG BANG AO FIM DO MUNDO

Casa Cláudia
COMO DECORAR A SUA CASA PARA O FIM DO MUNDO

Diário Oficial (Campinas)
PREFEITO DESAPROPRIA BARRANCO PARA MORRER ENCOSTADO

Diário Oficial da União
PRESIDENTE FAZ A SUA ÚLTIMA VIAGEM

Diário Oficial da Justiça
SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL CONDENA O FIM DO MUNDO

Diário do Congresso
ACABOU A MAMATA!

Clarim (Argentina)
O RESTO DO MUNDO ACABA HOJE. MAS A ARGENTINA CONTINUA DE PÉ.

Jornal do PT
NÃO IMPORTA, SOMOS CONTRA. E SE ACABAR, A GENTE COLOCA O LULA LÁ.

Zero Hora
DEUS ANUNCIA A VOLTA TRIUNFAL DE BRIZOLA
|

segunda-feira, dezembro 13, 2004

LINKS

O leitor deve ter estranhado a falta de links fora dos posts neste meu blog. Talvez até pense que eu não os queira, mas não é verdade.Sempre planejei ter uma página de links, visto a enorme quantidade de sites que gosto e recomendo.Enquanto não encaro de vez a tarefa de construir essa página, deixo aqui aos meus leitores, apenas como uma pequena amostra, 10 links, sendo 5 blogs e 5 sites comuns.

Os Blogs:

Direita

Aristocrata

Alexandre Soares Silva

Alma em Punho

O Velho da Montanha

E os Sites:

Olavo de Carvalho

Mises Institute

Mídia Sem Máscara

El Mundo

Instituto Camões

Depois vem a página, com uma lista imensa e ótima de links.
|

ANIVERSÁRIO

"No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
A que distância!...
(Nem o acho... )
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos ...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui...
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos,
O aparador com muitas coisas — doces, frutas, o resto na sombra debaixo do alçado,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos. . .

Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira! ...

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!..."


Fernando Pessoa, poeta português (sob o heterônimo de Álvaro de Campos).

|
Poucas coisas são tão belas e tão agradáveis de sentir quanto o carinho dos entes mais próximos, quando estes se lembram de nós e vêm até nossa casa nos prestigiar. São coisas assim que nos fazem ter mais alegria e suportar os reveses da vida.
|

sábado, dezembro 11, 2004

FÉRIAS!

...Pois é. Agora, mais posts, mais leitura, mais sites e menos chatice diária. Foi em função das provas finais que nada postei nesses dias. Mas agora as coisas vão mudar.
|

sábado, dezembro 04, 2004

Universidade empenhada em “candidatura ganhadora”

Não que eu ache que devamos correr atrás de condecorações promovidas por essas entidades globalistas como a UNESCO, mas, de qualquer forma, a Universidade de Coimbra merece o título de Patrimônio Mundial da Humanidade, por toda sua importância cultural, pela dinâmica característica de sua vida intelectual. Enfim, por todas essas coisas ausêntes em nossas universidades.

Nisso, eu fico pensando: quando é que alguma universidade brasileira vai ter algo como essa importância?


|
O Brasil tem uma propensão incrível para a mediocridade!
|

IVES GANDRA DA SILVA MARTINS

Eu praticamente só conhecia sua fama, pois havia lido uns poucos artigos e poemas seus. Mas hoje à tarde, depois de assistir a uma palestra sua, virei fã de Ives Gandra da Silva Martins. O cara é o máximo! Um jurista culto, amante do saber e, pelo que pude constatar ao conhecê-lo melhor, um grande defensor da liberdade dos cidadãos, inimigo ferrenho do estatismo que hoje assola o Brasil.
Eu bem que gostaria de falar mais sobre ele, mas não posso, pois preciso conhecê-lo mais e também porque estou com sono. Até a próxima!
|

quinta-feira, dezembro 02, 2004

TRIBUTÁRIAS (I)

Muito se fala na alta carga tributária do Brasil. De fato, ela é escorchante, imoral, violenta. Mas não vou me estender muito sobre isso agora, em meu primeiro post publicado pela manhã, até mesmo porque reconheço que ainda faltam-me maiores fundamentos intelectuais paraanalisar em profundidade o sistema tributário brasileiro. Pretendo apenas dar uma micro-amostra do insaciável desejo de tributar por parte do Estado brasileiro.

O Art. 150 da Constituição Federal (Seção II- Das Limitações ao Poder de Tributar) estabelece que "Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado á União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

I- exigir ou aumentar tributo sem lei que o estabeleça;"

Uma leitura deste dispositivo legal levaria à conclusão de que, para efetuar majoração tributária, qualquer dos entes federados teria que elaborar uma lei específica sobre o assunto.

Infelizmente, para nós contribuintes, o STJ teve um entendimento diferente, expresso em sua Súmula 160:

"É defeso, ao múnicipio, atualizar o IPTU, mediante decreto, em percentual superior ao índice oficial ao índice oficial de correção monetária."

Ou seja: ao que parece, na hora de majorar os tributos, é "admissível" passar por cima da Constituição.

Muitos juristas vivem falando da finalidade social do Direito. Gostaria que os ilustríssimos ministros do STJ, quando editarem suas súmulas, se lembrem dos males que a atual tributação faz à sociedade brasileira.

|

quarta-feira, dezembro 01, 2004

O mês começou agora e já não está bom. Até o presente momento, meu dia foi marcado por uma série de contratempos. Tomara que melhore, mas, sabe, é difícil.
 
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com Acessos: